Documento sem título




 
A CRISMA__O SACRAMENTO DA FORÇA
Este artigo foi visto 548 vezes.
 

 

O SACRAMENTO DA FORÇA__A CRISMA

 

Como o enxerto leva algum tempo até viver plenamente da seiva nova que corre nele, até que possa dar frutos novos, assim a vida que você recebe no Batismo. Você foi enxertada em Cristo. Só terá sua plenitude, quando você atingir a idade da razão espiritualmente falando. Essa vida com abundância, essa idade da razão, você a atinge quando recebe a Crisma. É o Divino Espírito Santo que nela recebemos que nos dará a consciência da nossa vida de filhos de Deus. A Crisma nos dá o Espírito Santo não só como no Batismo; chama-O a vir habitar em nós de modo mais íntimo e eficaz, e com uma irradiação mais apostólica. É o Sacramento da virilidade cristã. Por ela passamos à idade adulta na vida espiritual, passamos a ter um entendimento mais profundo dos Mistérios, pelo uso da razão cristã, passamos a levar uma vida mais de acordo com os preceitos do Evangelho.

Falar da Crisma é falar do Divino Espírito Santo. Ele é a alma da Crisma. A Crisma é um novo Pentecostes. Disse Jesus: “Rogarei ao Pai e Ele vos dará um outro Consolador, para permanecer convosco para sempre, o Espírito de Verdade. Ele estará sempre dentro de vós” (Jo 14,16-17).

A Crisma nos assinala, nos marca como soldados de Cristo. Somos selados para vida eterna. Somos separados para dar testemunho público da Verdade. É o Espírito Santo que recebemos que nos dá o fortalecimento interno e externo para tão sublime ofício. Dar testemunho é ser arauto da boa nova, é propagar a fé, é trabalhar pela defesa e extensão do Reino de Deus. Isso você fará pela sua vida de convicção. A virtude é contagiante, desprende o bom odor de Cristo. A Crisma nos convoca para a luta por Cristo e nos prepara imediatamente para ela. Ser testemunha é tornar-se apóstolo. O Espírito Santo lhe dará força para isso. Uma força que na hora necessária atuará como nos mártires que você admira por terem selado seu testemunho com morte violenta. A Confirmação é o Sacramento do valor cristão. E o Dom da Força que ela confere, aprimora a virtude cardeal da fortaleza cristã.

Nos momentos de luta, de cansaço, de respeito humano, de fraqueza, lembre-se da marca com que o Bispo o assinalou no dia da sua Crisma. Um sinal de força e de vitória, que despertará em você preciosas energias latentes, pondo-as a serviço da graça sacramental.

O mundo, o demônio e a carne assediam. A luta é encarniçada. É contínua. Mas a Crisma a aparelhou de armas para vencer.

Deixe-se guiar pelo Divino Espírito Santo. Procure ouvir Sua voz no recolhimento. Esteja pronta e seja generosa para fazer quanto Ele pede.

A Liturgia nos proporciona magníficas orações para atrair com maior efusão a nós, o Espírito Santo com Seus Dons, como a “Sequência Veni  Sancte Spiritus”. Reze-a com fervor e encontrará uma particular unção e uma resposta plena a todas as exigências de sua alma.

Adquira o hábito de rezar antes da meditação e da leitura espiritual o “Veni Sancte Spiritus”, ou qualquer invocação ao Divino Espírito Paráclito. Peça-Lhe a verdadeira sabedoria que é o gôsto das coisas espirituais.

Cante “A nós descei Divina Luz”, quando precisa de conselho.

Reze jaculatórias como esta, antes do seu estudo: “Ó Divino Espírito Santo, fonte de toda ciência, derramai a Vossa luz sobre a minha inteligência”.

Releia no seu Catecismo a Doutrina e a Liturgia da Crisma, para compreender melhor o valor deste Sacramento e apelar para a riqueza espiritual que ele lhe confere.

Faça algum apostolado nesse sentido, instruindo as pessoas que vão receber o Sacramento levando-as a se preparar para ele com um retiro espiritual.

A idade oportuna para recebê-lo é depois da Primeira Comunhão, logo depois do uso da razão.

Veja que as pessoas de sua família que assistem à Cerimonia tenham um folheto explicativo na mão para acompanhar e beneficiarem-se também.

 

Veni Sancte Spíritus

 

Vinde, Espírito Santo, e mandai lá do Céu os raios da Vossa Luz.

Vinde, ó Pai dos pobres, de todos os dons, caudal e sol das nossas almas.

Ó Consolador Supremo, hóspede dos nossos corações e refrigério dulcíssimo.

Vós Sois a paz na luta, na turbação a calma, da nossa dor o bálsamo.

Ó Santíssima Luz, inundai as entranhas e os corações dos Vossos fiéis.

Se a Vossa proteção, nada há no homem sem jaça de pecado.

Lavai o que é impuro, fecundai o que é estéril, o que está ferido, curai-o.

Dobrai o nosso orgulho, abalai a nossa indiferença, e  os nossos passos, guiai-os.

Dai aos fiéis que confiam em Vós os Sete Dons Sagrados.

Dai-lhes da virtude a recompensa, dai-lhes o porto da salvação e a alegria eterna.

Amém. Aleluia.

D_ Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado.

T_ E renovareis a face da terra.

 

Oremos:

Ó Deus, que Vos dignastes ilustrar o coração dos Vossos fiéis pela efusão do Espírito Santo, fazei pelo mesmo Espírito que obremos o que é reto e nos alegremos sempre com a proteção da Sua presença. Pelo mesmo Cristo, Nosso Senhor.

T_ Amém!

 

 

Extraído do Livro de Orações "COM DEUS" Manual de piedade cristã de 1963.



 
 

ATENÇÃO! - Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.padresanto.com.br

 


     VEJA MAIS:


  PECADOS QUE BRADAM AOS CÉUS (883 Hits)
  A CRISMA__O SACRAMENTO DA FORÇA (548 Hits)
  COMO FAZER UMA BOA CONFISSÃO (566 Hits)
  CONFISSÃO FREQUENTE (528 Hits)
  FORA DA IGREJA NÃO HÁ SALVAÇÃO (594 Hits)
  PORQUE É TÃO IMPORTANTE SILÊNCIO NA MISSA? (714 Hits)
  A SANTA MISSA DÁ A DEUS UMA HONRA INFINITA (640 Hits)
  POSSO COMUNGAR DE JOELHOS? (856 Hits)
  DEZ CURIOSIDADES SOBRE O ADVENTO (629 Hits)
  PORQUE OS MÁRTIRES DA IGREJA CATÓLICA VÃO RESIGNADAMENTE PARA A MORTE? (754 Hits)


 
Visitas Únicas Hoje: 127 - Total Visitas Únicas: 222024 - Usuários online: 7
2009 - www.padresanto.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Espacojames